2ª Edição

Objetivos

  • Fornecer conhecimentos fundamentais na área interdisciplinar dos Human-Animal Studies, contribuindo assim para a construção e consolidação desta área científica em Portugal.
  • Providenciar uma oferta educativa diferenciadora no panorama da educação superior em Portugal, por se focar nos estudos das relações entre humanos e animais, a partir do eixo estruturante das ciências sociais;

  •  Contribuir para a implantação da área dos Human Animal Studies em Portugal, conforme previsto na candidatura do ICS-ULisboa ao International Development Fund do Animals and Society Institute, em 2019

Conhecimentos adquiridos

Com a frequência deste curso, os estudantes deverão ser capazes de: identificar os principais eixos analíticos dos Human-Animal Studies, seus principais paradigmas teórico-metodológicos, teorias e conceitos; conhecer as principais metodologias multiespécies, e saber discutir as suas vantagens e limites; saber identificar e discutir as principais áreas em que se constroem as relações humano/não-humano, com impactos para todas as espécies (saúde, ambiente, política, legal, ética, vida privada, media e representações simbólicas, arte, literatura, entre outras), em diversos contextos (rural/urbano, selvagem/doméstico; vida familiar e pessoal; consumo alimentar; outros tipos de consumo; entretenimento e lazer; entre outras); saber problematizar criticamente a situação dos animais não-humanos, suas condições de vida e bem-estar, colocando-as no contexto de relações de poder com outras espécies, humanas e não-humanas; saber refletir criativamente sobre como aplicar estes conhecimentos à sua prática profissional, nomeadamente no contacto com as espécies não humanas.

Para quem é este curso?

Este curso pós-graduado é para candidatos das mais variadas áreas do saber que estejam interessados em estudar as relações entre humanos e animais não-humanos. São também bem-vindos candidatos que trabalhem diretamente na área das relações humanos-animais, ou cuja atividade e interesses se cruzem com a temática: advogados, profissionais de saúde, assistentes sociais, administração pública, agentes de ONGs, organizações de advocacia animal, etc.

 

Qualificações dos candidatos

O candidato deve possuir formação superior, sendo admitidas diversas áreas do saber, tendo em conta precisamente a natureza interdisciplinar da área dos Human-Animal Studies. Serão admitidos candidatos com formação nas Ciências Sociais e Humanidades (Sociologia, Geografia, História, Antropologia, Serviço Social, Literatura, Psicologia, Filosofia, Direito, etc.) ou noutras disciplinas que estabeleçam uma ligação com o estudo das relações entre humanos e animais (Biologia, Ciências Veterinárias, etc.).

duração

1 Semestre

DataS

20 de Setembro A 31 de Janeiro
2022 - 2023

horárioS

Terças e quintas
18h00 - 20h00

Formato online

PLATAFORMA ZOOM

Créditos

30 ECTs

2ª fase de Candidaturas Aberta até 26 de Agosto

SESSÃO INAUGURAL

Maria Esther Maciel

Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil

Zooliteratura e Subjetividade Animal

A palestra aborda, sob uma perspectiva transdisciplinar, o conceito contemporâneo de zooliteratura, articulado à questão da subjetividade animal. O propósito é mostrar como alguns escritores modernos e contemporâneos, na contramão do pensamento humanista antropocêntrico do Ocidente, conferiram aos animais não humanos o estatuto de sujeitos dotados de inteligência, sensibilidade e imaginação, além de pontos de vista sobre a humanidade. A ênfase será dada aos cães, bois e ursos transformados em protagonistas/narradores de textos ficcionais modernos e contemporâneos. O referencial teórico inclui reflexões nos campos da filosofia, etologia, antropologia e teoria literária. 

Bio

Professora titular de Literatura Comparada da UFMG, atua como professora colaboradora de Teoria Literária da Pós-Graduação em Teoria e História Literárias da UNICAMP. Possui doutorado em Literatura Comparada pela UFMG e pós-doutorado em cinema pela Universidade de Londres É também pesquisadora do CNPq e escritora, com várias obras de ensaio, poesia, ficção e crônica. Entre suas publicações, estão os livros A memória das coisas – ensaios de literatura, cinema e artes plásticas (2004), O livro dos nomes (2009), Animais escritos – um olhar sobre a zooliteratura contemporânea (2008), Pensar/escrever o animal (org. 2011), Literatura e animalidade (2016) e Pequena enciclopédia de seres comuns (2021). É idealizadora e diretora editorial da revista Olympio – literatura e arte.

PLANO DE ESTUDOS

Sessão Inaugural: Zooliteratura e Subjetividade Animal

Oradora: Maria Esther Maciel (Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil)

 

Sessão 2: Apresentação. Definição do campo: human-animal studies, animal studies, critical animal studies e anthrozoology

Docente: Verónica Policarpo (ICS-ULisboa)

 

Sessão 3: Conceitos-chave e Teorias em Human-Animal Studies: Uma Análise Crítica

Docente: Teresa Líbano Monteiro (ICS-ULisboa)

 

Sessão 4: Metodologias Multiespécies

Docente: Verónica Policarpo (ICS-ULisboa)

Sessão 5: Crianças e Animais: A relação entre humanos e não-humanos na infância

Docente: Teresa Líbano Monteiro (ICS-ULisboa)

 

Sessão 6: Animais de companhia, desigualdades sociais e diferentes formas de inserção dos animais nas famílias

Docente: Teresa Líbano Monteiro (ICS-ULisboa)

 

Sessão 7: Animais para a saúde humana e inclusão Social

Docente: Joana Catela (ICS-ULisboa)

 

Sessão 8: Animais em contexto de catástrofe

Docente: Verónica Policarpo (ICS-ULisboa)

Sessão 9: Nova história natural: narrativas e experiências de renaturalização

Docente: Guilherme de Sá (Universidade de Brasília, Brasil)

 

Sessão 10: Biopolítica da conservação e geografias mais-que-humanas

 Docente: Filipa Soares (ICS-ULisboa)

 

Sessão 11: Animais que vivem na natureza e conservação da vida selvagem – Os casos do lobo ibérico e das tartarugas marinhas

Docentes: Francisco Petrucci-Fonseca (FC-ULisboa) & Juan Patino Martinez (FMB, Cabo Verde)

 

Sessão 12: Urbanizando os Animais, ou o conforto da natureza

Docente: Andrea Pavoni (DINÂMIA-IUL)

Sessão 13: Animais para o consumo humano: refeições, carne.

Docentes: Monica Truninger & João Graça (ICS-ULisboa)

 

Sessão 14: Animais entre o rural e o urbano: atitudes e práticas de maneio, abate e consumo

Docente: Rui Pedro Fonseca (CIES-IUL)

 

Sessão 15: Animais e experimentação na investigação clínica

Docente: Ricardo R. Santos (ISAMB, FM-ULisboa)

 

Sessão 16: Animais para entretenimento humano: exibição e performance

Docente: Leonor Galhardo (Académica independente)

Sessão 17: Nisto Junt@s: Emaranhamentos Humano-Animais nas Culturas e Literaturas Anglófonas

Docente: Sofia Biscaia (Universidade de Aveiro)

 

Sessão 18: Descolonizando estudos críticos dos animais: Joaquim Maria Machado de Assis e João Guimarães Rosa

Docente: Alexandra Isfahani-Hammond (Universidade de San Diego, Califórnia)

 

Sessão 19: A representação dos animais no jornalismo

Docente: Eveline Baptistella (Universidade de Mato Grosso)

 

Sessão 20: Animais na Era Digital e nas redes sociais

Docente: Jussara Rowland (ICS-ULisboa)

Sessão 21: A politização da questão animal

Docente: Viriato Soromenho Marques (FL-ULisboa)

 

Sessão 22: Associativismo e Movimentos de Proteção Animal

Docente: Breno Vilela (Universidade Estadual da Paraíba)

 

Sessão 23: A saliência da causa animal na vida política: partidos e eleitores

Docente: Sofia Serra-Silva (ICS-ULisboa)

Sessão 24: Animais de companhia: bem-estar, qualidade de vida e envelhecimento

Docente: Lisa Mestrinho (FMV-ULisboa)

 

Sessão 25: Cuidar de um animal de companhia: doença, velhice e morte

Docente: Kênia Mara Gaedtke (Instituto Federal de Santa Catarina, Brasil)

 

Sessão 26: Práticas e Rituais de luto por animais

Docente: Verónica Policarpo (ICS-ULisboa) & Ricardo R. Santos (ISAMB, FM-ULisboa)

 

Sessão 27: Riscos globais, saúde e ambiente

Docente: Ricardo R. Santos (ISAMB, FM-ULisboa) & Brandão Rodrigues (The Donkey Sanctuary)

Sessão 28: Direitos dos Animais: Dos Princípios Éticos à Consagração no Código Civil

Docente: Fernando Araújo (FD-ULisboa)

 

Sessão 29: O Quadro Legal e Regulamentar Básico do Direito dos Animais em Portugal

Docente: Inês Real (FD-ULisboa)

 

Sessão 30: A Proteção Penal dos Direitos dos Animais, na Lei e nos Tribunais

Docente: Alexandra Reis Moreira (FD-ULisboa)

Realização de um ensaio final, entre 5000 a 7000 palavras, em português ou Inglês, acerca de um dos tópicos discutidos no decorrer do curso, e enquadrado num ou mais módulos.

Equipa Docente

Verónica Policarpo (Coordenadora)

ICS-ULisboa

Verónica é investigadora auxiliar no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, na área dos Human-Animal Studies. No ICS-ULisboa, coordena actualmente, neste campo de estudos: o Human-Animal Studies Hub (HAS-Hub), projecto com o apoio do Animals & Society Institute e do seu International Development Award; os projectos “CLAN – Children-Animal’s Friendships: challenging boundaries between humans and non-humans in contemporary societies” (PTDC/SOC 28415/2017); e “Liminal Becomings: reframing human-animal relationships in disasters” (CEECIND/02719/2017); a International Summer School in Human-Animal Studies, uma colaboração entre o ICS-ULisboa e a University of Westeros (Sweden); o curso pós-graduado “Animais e Sociedade”; o grupo de leitura “Animal Wonder” ; e o webinar “The Post-Human Animal”.

Teresa Líbano Monteiro

ICS-ULisboa

Teresa Líbano Monteiro é doutorada em sociologia (ISCTE-IUL) (2007). Lecionou Teorias Sociológicas e Métodos de Investigação na Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa (1993-2017). Em 2013, esteve no Centre Max Weber (Lyon- France) para desenvolver investigação na àrea dos Human-Animal Studies.

Joana Catela

ICS-ULisboa

Joana Catela estudou Antropologia Social na FCSH-Nova e Estudos Latino Americanos na Universidade de Cambridge. Entre 2010 e 2011 completou a pós- graduação em Antropologia da Saúde: Competência Cultural em Âmbito Clínico, também no ISCTE-IUL. Após um período a trabalhar para a administração local, em 2018 doutorou-se em Antropologia no ISCTE-IUL com uma tese intitulada “Nas margens e em trânsito: a saúde mental e as boas intenções numa IPSS nos arredores de Lisboa”, realizada com base em trabalho de campo intensivo num bairro de realojamento. Foi convidada para lecionar a disciplina de Antropologia e Desenvolvimento no primeiro semestre de 2018 no Instituto Politétnico de Leiria.

Entre outubro de 2018 e novembro de 2019, Joana Catela integrou na terceira fase, como investigadora Pós-Doc no ICS, a equipa do projeto “exPERts – Organizando o conhecimento do planeamento: política de habitação e o papel dos peritos no PER” (FCT PTDC/ATP-EUR/4309/2014). A sua principal tarefa de investigação centrou-se na recolha de dados etnográficos com recurso a observação, observação participante e entrevistas semiestruturadas em dois locais selecionados como estudos de caso – Cascais e Alta de Lisboa –, tanto com antigos moradores dos bairros de barracas, como com os técnicos envolvidos no seu realojamento.

Os seus principais interesses de pesquisa centram-se, entre outros, em questões relacionadas com antropologia urbana, antropologia médica, imigração, saúde mental, habitação e vulnerabilidade, temas sobre os quais tem publicado e participado em conferências científicas, tanto a nível nacional como internacional.

Guilherme de Sá

Universidade de Brasília, Brasil

Guilherme José da Silva e Sá é mestre e doutor em Antropologia Social pelo Museu Nacional – Universidade Federal do Rio de Janeiro. É professor do Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília, onde é líder do Laboratório de Antropologia da Ciência e da Técnica (LACT). Foi pesquisador convidado do Laboratoire dAnthropologie Sociale – Collège de France e investigador visitante do Instituto de Ciências Sociais – Universidade de Lisboa. Foi presidente da Associação Brasileira de Estudos Sociais das Ciências e das Tecnologias (ESOCITE.BR). É autor de “No Mesmo Galho: antropologia de coletivos humanos e animais”. Rio de Janeiro: 7Letras, 2013 (Prêmio Marcel Roche, 2014). Atua nas áreas de Antropologia da Ciência e Tecnologia; Antropologia da Natureza; e relações entre humanos e não-humanos.

Filipa Soares

ICS-ULisboa

Doutorada em Geografia Humana pela Universidade de Oxford e licenciada e mestre em Antropologia pela NOVA FCSH. É atualmente investigadora no ICS-ULisboa, no âmbito do projeto “As Pessoas e o Fogo: Reduzir o risco, conviver com o risco”. Tem trabalhado sobre a relação dos seres humanos com a fauna selvagem e as dimensões sociais e biopolíticas da conservação da natureza e gestão florestal, em Portugal e no Reino Unido. 

Francisco Petrucci-Fonseca

FC-ULisboa

Juan Patino Martinez

FMB, Cabo Verde

Doutoramento em ciências biológicas, ecologia e conservação.

Os seus interesses centram-se nos efeitos ambientais das rápidas mudanças globais antropogénicas na reprodução das tartarugas marinhas. Tem trabalhado na América Central e do Sul, África e Europa, envolvendo-se plenamente com as comunidades locais como parte integrante do seu trabalho de investigação. Através da sua investigação, Juan tenta descobrir como o aumento da temperatura, o nível do mar, a desflorestação e a poluição estão a afectar o sucesso reprodutivo das tartarugas marinhas. O seu trabalho com diferentes espécies fornece informações criticamente importantes devido ao potencial de utilizar os seus resultados para prever a evolução das populações de tartarugas marinhas como indicadores do estado de conservação dos nossos oceanos.

Os estudos de Juan em biologia da conservação têm um claro enfoque aplicado, fornecendo recomendações para a gestão adequada de programas de conservação de ecossistemas costeiros e marinhos em todo o mundo. 

É actualmente membro da equipa de coordenação da ONG local “Fundação Maio Biodiversidade” (FMB-Cabo Verde), que implementa um projecto financiado pela Fundação MAVA, destinado à conservação dos ecossistemas marinhos locais cuja produtividade é vital para a subsistência local. O projecto é implementado com as comunidades da Ilha de Maio, Cabo Verde. A comunidade está directamente envolvida no trabalho de conservação e compreende os factores que levam as pessoas a consumir ilegalmente carne de tartaruga. Com a ajuda da população local, reduziu drasticamente a matança de fêmeas e o consumo ilegal de carne. Também supervisionou equipas de até 100 pessoas locais que trabalham na conservação e recolha de dados científicos ao longo dos últimos cinco anos. 

Está actualmente a realizar uma análise da ecologia espacial das tartarugas marinhas no Oceano Atlântico e da sua sobreposição com barcos de pesca nas proximidades de duas ilhas atlânticas (Maio em Cabo Verde e Príncipe em São Tomé e Príncipe) e de duas espécies de tartarugas marinhas (loggerhead e green). 

Andrea Pavoni

DINÂMIA-IUL

Andrea Pavoni é investigador auxiliário no DINAMIA’CET, ISCTE’IUL. Doutorou-se na University of Westminster, Londres, em 2013, e na mesma instituição é research fellow do Westminster Law and Theory Lab. É também co-editor da Law and Senses series (University of Westminster Press) e editor de Lo Squaderno, Explorations in Space and Society. Os seus interesses abrangem áreas diferentes, como a geografia crítica, os estudos urbanos, a teoria jurídica, a sociologia e a filosofia. A sua pesquisa, marcadamente interdisciplinar, explora as relações entre materialidade, normatividade e o espaço urbano. Esta perspetiva de investigação se encontra sistematizada no seu livro mias recente, Controlling Urban Events. Law, Ethics and the Material, publicado pela Routledge em 2018.

Mónica Truninger

ICS-ULisboa

Socióloga no ICS-ULisboa. Tem-se dedicado à investigação, ensino e comunicação das práticas sociais alimentares através de pesquisas sobre pobreza alimentar, consumo alimentar sustentável e hábitos alimentares de famílias com crianças. Tem vários títulos publicados alusivos a estas temáticas em editoras portuguesas e internacionais.

João Graça

ICS-ULisboa

PhD in Psychology (ISCTE – University Institute of Lisbon, 2016), and is currently Postdoctoral Research Fellow at the Institute of Social Sciences, University of Lisbon (ICS-ULisboa), and Invited Assistant Professor at Faculdade de Ciências Humanas, Catholic University of Portugal (FCH-UCP). His main interest is researching transitions towards healthier and more sustainable consumption habits, with a main focus on plant-based diets. He is also interested in understanding the psychology of human exploitation/protection of non-humans and the natural environment.

Rui Pedro Fonseca

CIES-IUL

Rui Pedro Fonseca é investigador auxiliar em Sociologia da Cultura, pelo Centro de Investigação e Estudos de Sociologia – Instituto Universitário de Lisboa. Os atuais interesses de investigação estão centrados nas representações sobre os ‘animais de produção’ oriundas da cultura dominante e do sistema do ensino. Assume-se, complementarmente, um particular interesse em compreender as práticas e atitudes dos indivíduos (humanos) que lidam com estes animais, quer em contextos de exploração animal, quer através das práticas que envolvem o seu consumo. 

Ricardo R. Santos

ISAMB, FM-ULisboa

Board-certified biologist. Degree in Biology by the Faculty of Sciences of the University of Lisbon (FCUL). Complementary course in Philosophy by the Faculty of Social and Human Sciences of the New University of Lisboa (FCSH-NOVA). Attended several courses on Animal Behavior, Dog Cognition, Animal Welfare and Management of Animal Shelters (RSPCA, EFAW, CUAWIC/Cambridge University, Duke University, and University of Edinburgh). He worked voluntarily for more than a decade at a national animal rights NGO. Advanced education in Bioethics, Grief & bereavement, Qualitative methods, and Science communication. At this moment, he is concluding the Master in Science Communication, with a dissertation on strategic communication of science in health (FCSH-NOVA). Former investigator of the Center for Philosophy of Science of the University of Lisbon (FCUL), where he was member of the executive committee, the coordinating committee and assistant-head of the Philosophy of Life Science research group. He is now investigator of the Faculty of Medicine of the University of Lisbon (FMUL), namely at the Environmental Health Institute, where he’s the head of the communication and image office and team member of the Environmental Health Behavior Lab, and at the Center for Bioethics. He has been invited lecturer in Ethics of Clinical Research at the Doctoral Programme of the Lisbon Academic Medical Centre. He is also co-coordinator of the Museu da Memória de Medicina (FMUL) and member of the working group on predatory publications appointed by the FMUL’s Dean. Consultant to the Academic Center of Study and Intervention on Grief and Bereavement (FMUL). Editorial Board Review member of the Human-Animal Interaction Bulletin, edited by the American Psychological Association.

Leonor Galhardo

Académica Independente

Leonor Galhardo é bióloga, Mestre em Comportamento Animal Aplicado (Universidade de Edimburgo) e Doutorada em Ciência Animal (Universidade do Porto), no âmbito do que publicou vários estudos sobre stress psicológico e avaliação do bem-estar em peixes. Trabalhou na Direção-Geral de Veterinária e Alimentação (DGAV), tendo vindo a desenvolver consultadoria em bem-estar animal nos últimos 20 anos. Durante este período, desenvolveu diversas atividades em cooperação com autoridades competentes, associações profissionais e organizações não governamentais relacionadas com proteção e bem-estar animal. A aplicação e cumprimento de legislação relativa à proteção de animais selvagens em cativeiro foi um aspeto central das suas atividades técnicas, no âmbito das quais o ‘Manual de Boas Práticas da Diretiva Zoos da UE’ foi publicado. A educação em bem-estar animal é uma parte importante da sua carreira, tendo coordenado e ensinado em vários cursos de bem-estar animal para estudantes universitários e profissionais. É docente no ISPA-Instituto Universitário (Lisboa), onde leciona tópicos relacionados com bem-estar animal e coordena a Pós-Graduação em Bem-Estar Animal. 

Sofia Biscaia

Universidade de Aveiro

Maria Sofia Pimentel Biscaia holds a doctoral degree in Literature by the University of Aveiro (2005). She has conducted interdisciplinary research in the fields of visual, gender and postcolonial studies, including on South Asian, African, British and Luso-American authors. She has published extensively in domestic and international journals and is the author of the book Postcolonial and Feminist Grotesque: Texts of Contemporary Excess. She also co-edited the collection of essays Intercultural Crossings: Conflict, Memory, Identity. She is part of the international project Bodies in Transit 2 which addresses how bodies have been historically transformed through social relations, discourses, and technologies, by drawing from feminist, queer, postcolonial and posthumanist theories of the embodied self. She has been increasingly interested in Critical Animal Studies and has presented numerous papers in international conferences on related issues ranging from queer animality, food studies, advertising and national identity, feminist and postcolonial intersections. She has published among others “Loving Monsters: The Curious Case of Patricia Piccinini’s Posthuman Offspring” (2019) and “What Comes After the Woman: Becoming Plant in Han Kang’s The Vegetarian” (2019). The article “Of Mice and Women: Gendered and Speciesist Violence in Joyce Carol Oates’s ‘Martyrdom’” is forthcoming in 2021 in the volume Cultural Representations of Gender Vulnerability and Resistance published by Palgrave.

Currently she teaches at the University of Aveiro, Portugal.

Alexandra Isfahani-Hammond

Universidade de San Diego, California

Alexandra Isfahani-Hammond é professora de literatura comparada e estudos luso-brasileiros na Universidade de Califórnia em San Diego. Suas publicações incluem a monografia, White Negritude: Race, Writing and Brazilian Cultural Identity (2008), a antologia editada, The Masters and the Slaves: Plantation Relations and Mestizaje in American Imaginaries (2005), artigos em Afro-Ásia, The Animal Studies Journale-misférica, Hispania e Luso-Brazilian Review e capítulos de The Edinburgh Companion to Vegan Literary Studies (Quinn e Wright, 2022), Colonialism and Animality (Struthers-Montford e Taylor, 2020), Literature Beyond the Human (Baccini e Saramago, 2022), The Middle East and Brazil (Amar, 2014) e Pensar/ Escrever o Animal (Maciel, 2011). Além do trabalho acadêmico, Isfahani-Hammond contribui para mídia incluindo The Advocate, CounterPunch, The Conversation, Ms. Magazine, Persianesque e Truthout. Ela é membro fundador da North American Association for Critical Animal Studies e colega de pesquisa sênior de Sentient Media

Eveline Baptistella

Universidade de Mato Grosso

Eveline Baptistella (Doutora em Estudos de Cultura Contemporânea – Comunicação e Cultura pela Universidade Federal de Mato Grosso – Brasil) é pesquisadora e professora de jornalismo na Universidade do Estado de Mato Grosso. Sua pesquisa é voltada para o campo dos estudos animais, estudos de mídia e das práticas de jornalismo ambiental e científico. Ela coordena ainda o projeto de pesquisa “Estudos Animais e Mídia”, que inclui o estudo das relações entre animais humanos e não humanos na sociedade contemporânea e a representação dos animais não humanos na mídia. 

Jussara Rowland

ICS-ULisboa

Jussara Rowland é investigadora no ICS-Ulisboa, tendo trabalhado ao longo dos últimos anos em projetos de investigação sobre temas relacionados com crianças e jovens, comunicação de ciência, metodologias participativas e internet e redes sociais. Atualmente faz parte da equipa do projeto internacional CONCISE – O Papel da comunicação na perceção e crenças dos
cidadãos europeus sobre ciência financiado pela Comissão Europeia.

Viriato Soromenho Marques

FL-ULisboa

Full Professor of Philosophy at the University of Lisbon. He is member of both the Lisbon Academy of Sciences and the Portuguese Marine Academy. He was Vice-Chair of  he European Environmental and Sustainable Development Advisory Councils network (2001-2006). He was member of the EC High Level Group on Energy and Climate Change (2007-2010), and Director of the Gulbenkian Environment Programme (2007-2011). Currently he is Special Adviser of the Board of the Blue Ocean Foundation (Fundação Oceano Azul). He is a prolific writer and speaker on Political Philosophy, Environment and climate change issues, american federalism and European Union matters.

Breno Vilela

Universidade Estadual da Paraíba

Diego Breno Leal Vilela é doutor em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte.  Tem experiência nas áreas de Antropologia, com ênfase nos seguintes temas: consumo, alimentação, ativismos e relações humanos-animais. Atualmente é Professor Substituto na Universidade Estadual da Paraíba.

Sofia Serra-Silva

ICS-Ulisboa

Sofia Serra-Silva (Lisboa, 1991) é Investigadora Auxiliar no Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Lisboa. E professora Auxiliar Convidada na Universidade da Beira Interior. Doutorada em Política Comparada pelo Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Lisboa, do qual resultou a tese intitulada “Parliamentary online public engagement in the 21st Century:  A comparative perspective with a focus on Austria and Portugal”. Os seus interesses de investigação são partidos políticos, parlamentos, qualidade da democracia, internet e política e metodologias de investigação. O seu trabalho está publicado no Journal of Legislative Studies, Party Politics, European Politics and Society entre outros.

Lisa Mestrinho

FMV-ULisboa

Doctor of Veterinary Medicine (DVM) by the Faculty of Veterinary Medicine, Technical University of Lisbon. University Specialist in Odontology and Maxillofacial Surgery by the Complutense University of Madrid. Master of Science (MSc) in Oncology by the Biomedical Sciences Institute Abel Salazar, University of Oporto. European Master of Small Animal Veterinary Medicine in Dentistry by the University of Luxembourg. Doctor of Philosophy (PhD) in Veterinary Clinic by the University of Lisbon. Fellow of the Academy of Veterinary Dentistry (FAVD). Since 2003, she has been dedicated to cat and dog clinics, in particular general surgery, oncological surgery, reconstructive surgery, oral surgery and odontology. She is assistant professor at the Faculty of Veterinary Medicine at the University of Lisbon, where she teaches in the area of medicine, surgery and anesthesiology. She is also the coordinator of the optional course Advanced studies on odontology and oral surgery in dogs and cats​. She is also a researcher at the Clinical Research Laboratory of the Interdisciplinary Research Center for Animal Health at the same faculty. She is responsible for the odontology and oral surgery of the Veterinary School Hospital. She was president of the European Veterinary Dental Society and is currently president of the Portuguese Small Animal Veterinary Association and elected member of the General Assembly of the Portuguese Veterinary Medical Association.

Kênia Mara Gaedtke

Instituto Federal de Santa Catarina, Brasil

Mestre e Doutora em Sociologia Política na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC, Brasil), com estância de investigação na Universitat Rovira I Virgili (Tarragona, Catalunha). Especialista em Animais e Sociedade pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS-ULisboa). Graduada em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atuou como professora e pesquisadora em diversas instituições, e desde 2013 é professora efetiva no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC, Brasil). Membro da equipe editorial da Revista Latinoamericana de Estudios Críticos Animales. Pesquisadora nas áreas de: sociologia da saúde; relações interespecíficas; estudos animais; gênero e educação.

João Brandão Rodrigues

The Donkey Sanctuary

Fernando Araújo

FD-ULisboa

Professor Catedrático. Doutoramento e Agregação em Ciências Jurídico-Económicas. Investigador do CIDP / FDUL – Centro de Investigação do Direito Privado. Director da Revista Jurídica Luso-Brasileira. Autor de A Hora dos Direitos dos Animais (2003) e Coordenador de Cursos e Pós-Graduações em Direito dos Animais.

Inês Real ​

FD-ULisboa

Inês de Sousa Real, 39 anos, jurista, nascida em Lisboa, na freguesia de Alcântara. Casada, vegetariana e fazem parte da sua família um gato e uma cadela.

Estudou em Lisboa e para além da licenciatura em Direito, reúne pós-graduações em Ciências Jurídico-políticas e Contencioso Administrativo.

Mestre em Direito Animal e Sociedade, pela Universidade Autónoma de Barcelona, área de especialização em que se viria a destacar pessoal e profissionalmente.

Sempre gostou de música e dança, tendo praticado ballet até à adolescência e desde cedo que se dedicou às causas humanitárias, através do voluntariado.

Categoria Profissional:

Profissionalmente, exerceu funções de jurista na Câmara Municipal de Sintra desde 2006; foi Coordenadora dos Serviços Administrativos e de Atendimento do Julgado de Paz de Sintra e funções como Chefe da Divisão de Execuções Fiscais e Contraordenações de Abril de 2015 até 26 de Outubro de 2020.

Em 2014 foi convidada para assumir funções como Provedora Municipal dos Animais de Lisboa, actividade que exerceu até Março de 2017. Pela dedicação que empregou à função, em regime de voluntariado, foi-lhe atribuído um louvor por parte da Assembleia Municipal de Lisboa

 Outras competências:

 Em Setembro de 2013 fundou a Jus Animalium – Associação de Direito Animal, integrando a sua comissão directiva.

Tem integrado a Comissão Organizadora e o corpo docente de vários cursos de Direito Animal na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, incluindo pós-graduações.

E em 2018 integrou o corpo docente do Mestrado em Direito Animal e Sociedade da Universidade Autónoma de Barcelona.

Publicações:

“Ser ou não ser, eis a questão: Breve notas sobre o reconhecimento do estatuto jurídico dos animais”, APEIRON – Revista Filosófica dos Alunos da Universidade do Minho / Student Journal of Philosophy (Portugal): Nr. 8 – Filosofia, Ética e Direitos dos Animais;

“Domesticação, Desnaturação e Renaturação”, Ética Aplicada: Animais, obra coordenada pela Prof. Dra. Maria do Céu Patrão Neves e Prof. Dr. Fernando Araújo, das Edições 70, da Editora Almedina.

Alexandra Reis Moreira​

FD-ULisboa

Integra as Comissões Diretivas das associações Empty Cages – Associação Portuguesa e Espanhola de Direito do Animal e Jus Animalium – Associação de Direito Animal, sendo membro co-fundador de ambas.
Membro da Comissão Consultiva da Provedoria dos Animais de Lisboa.
Tem integrado o corpo coordenador e docente de vários cursos de Direito do Animal ministrados pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, designadamente a Pós-Graduação em Direito dos Animais.
Tem patrocinado judicial e extrajudicialmente diversas associações de proteção animal em casos de maus tratos e abandono de animais.
Integrou o entretanto extinto Gabinete de Estudos da Ordem dos Advogados, na área especializada do Direito do Animal.
Autora e co-autora de diversas publicações sobre temas de Direito dos Animais, designadamente, das obras: Animais: Deveres e Direitos, Lisboa, ICJP – Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, 2015; Direito (do) Animal, Almedina, 2016; Ética Aplicada – ANIMAIS, Edições 70, 2018; Segurança Interna – Desafios na Sociedade de Risco Mundial,
Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna – Centro de Investigação, 2018.

ASSESSORIA​ científica

Henrique Tereno

ICS-ULisboa

Clara Venâncio

ICS-ULisboa

Informações

  • Certificado(s) de habilitações (requisito mínimo: licenciatura);
  • Curriculum Vitae;
  • Carta de apresentação, expondo as motivações para frequência do curso e o interesse na área;
  • A candidatura faz-se na plataforma Fénix

Serão selecionados os candidatos que, findo o período de abertura das candidaturas, preencham os requisitos de acesso e candidatura.

  • Propina: 600 € (3×200 €)
  • Taxa de candidatura: 50 €
  • Taxa de inscrição: 25 €
  • A taxa de candidatura não é reembolsável
  • A avaliação dos módulos 1 a 8 é qualitativa com base na assiduidade dos estudantes. A assiduidade mínima obrigatória é de 90%.
  • O módulo 9 é optativo e a sua avaliação é quantitativa, numa escala de 0 a 20, e faz-se mediante a apresentação de um ensaio final, com as seguintes características: entre 5000 a 7000 palavras, em português ou inglês, acerca de um dos tópicos discutidos no decorrer do curso, e enquadrado num ou mais módulos.

Instituto de Ciências Sociais Av. Professor Aníbal de Bettencourt, 9 1600-189 LISBOA Portugal

animais.sociedade@humananimalstudies.net

Apoios

Voltar ao topo